Vai Argentina!

Eu vou torcer para a Argentina, feliz por ver artistas sulamericanos enfrentando engenheiros europeus de igual para igual, ainda que com ferramentas e talentos diferentes. Talvez nem tão diferentes, mas cada qual à sua maneira. Vou torcer para a Taça do Mundo continuar sendo nossa, quer dizer, alí, com os nossos vizinhos. Vou torcer porque vi a sinceridade do Masche e do Messi torcendo pelo companheiro Neymar. Vou torcer porque a torcida hermana tem se mostrado a mais apaixonada, a mais presente, e muito respeitosa com o povo brasileiro, ainda que gozadora e provocadora como toda torcida deve ser. Claro que houve briga, muitas brigas. Mas também houve com mexicanos, croatas, chilenos, russos… Vou torcer, por fim, porém mais importante do que tudo, porque tenho amigos queridos na Argentina, profissionais respeitáveis com quem trabalhei e amigos adoráveis com quem convivi. Somos rivais no futebol mas companheiros de vida. Boa sorte, meus amigos. Mandem os tedescos pra casa sem a taça e guardem-na para nós com carinho. Vamos buscá-la de volta na Rússia daqui a quatro anos!

Sem comentários

Comente

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS e do Grupo de Planejamento de São Paulo. Ex- Presidente e atual consultor do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Saiba mais
  • Boletim do Jura