Stopgap Dance Company

Uma companhia de dança sui generis, que cria espetáculos empolgantes, com deficientes e não deficientes físicos dançando juntos, em um trabalho colaborativo e inovador.

stopgap_allbig3A palavra inglesa stopgap alude a”tapa-buraco”, “temporário”, “provisório”, “lenitivo”.  Não me atrevo a definir uma tradução para o português. Não é preciso.

O propósito da Stopgap Dance Company na Grã-Bretanha é produzir espetáculos de dança, integrando pessoas com e sem deficiências físicas. Para isso mantém cursos e laboratórios de dança com envolvimento das comunidades onde atua e voluntários profissionais.

O resultado impressiona, emociona, diverte.

Veja dois exemplos, um acima, no trailer do espetáculo de 2014, Artificial Things  –  “Coisas Artificiais”, e outro abaixo, no trailer da montagem de 2015, Seafarers ou “Marinheiros”.

A direção artística é da coreógrafa Lucy Bennett. Entrevistada pelo Guardian, ela cita um membro pioneiro da companhia:

“Dançarinos como Dave Toole [sem as pernas], que desempenhou um papel protagônico na Cerimonia de Abertura dos Jogos Paraolímpicos de Londres em 2012, tiveram um impacto imenso mudando as ideias convencionais a respeito de quem pode dançar.”

stopgap_allbig4

Lucy acrescenta, no site da Companhia:

“Nossas produções buscam oferecer uma janela para um mundo paralelo onde a interdependência, a força e a vulnerabilidade dos seres humanos se revelam com realismo poético.”

A seguir, o trailer de Seafarers ou “Marinheiros”, uma co-produção com o Festival de Portsmouth e participação de membros da comunidade local.

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram

    • Últimas do Twitter