Tabela dos riscos de pegar a Covid-19 na reabertura

Chama-se insanidade o que os governos fazem ao pregar a volta às atividades normais antes que o coronavírus seja domado. A Associação Médica do Texas criou um quadro com os riscos de pegar a Covid-19, conforme a atividade.

A partir de hoje, terça-feira (06), bares, restaurantes, lanchonetes, comércios de beleza e estética, barbearias e cabeleireiros voltam a abrir na cidade de São Paulo, embora em horário reduzido, com limitação do número de clientes e respeito a normas de segurança. O que é mais perigoso, fazer compras no supermercado, apertar a mão de um amigo na rua ou ir à missa?  Jogar uma pelada com os amigos ou voltar a frequentar uma academia?

CoronavirusO protocolo de reabertura assinado sábado pelo prefeito Bruno Covas prevê a ocupação máxima de 40% do espaço nos estabelecimentos, ventilação dos ambientes e uso obrigatório de máscara por clientes e funcionários. Estes devem passar por um triagem diária de temperatura corporal e outros sintomas.

Os salões de beleza obedecerão a um protocolo mais rígido, que inclui protetor facial, avental de mangas compridas e toucas. A volta do funcionamento das academias também depende de protocolo específico a ser definido pela prefeitura, mas ainda não há uma data prevista para que isso ocorra.

A tabela acima, que revela as atividades que expõem o cidadão ao risco de contrair a doença, classificando-o de 01 a 10, foi criado por uma Força-Tarefa de 15 especialistas da Associação Médica do Texas (TMA), onde a reabertura se realiza como aqui, precipitadamente, na minha opinião.

Preste atenção nas situações de maior risco nessa tabela. E não se esqueça das 4 coisas mais importantes no enfretamento da pandemia:

  1. Lave as mãos com frequência.
  2. Use máscara.
  3. Preste atenção nos sintomas.
  4. Mantenha o distanciamento social o máximo possível

Sem comentários

Comente

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS e do Grupo de Planejamento de São Paulo. Ex- Presidente e atual consultor do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Saiba mais
  • Boletim do Jura

  • Últimas do Instagram

    Todo ano minha rua fica uma graça, amarelada! Meu coração chora só de pensar nas milhares de àrvores como esse ipê sendo queimadas no Pantanal (onde se chama piúva). ...

    Minha netinha Lina aprende a ser Mowgli na natureza (obra de @theocraveiro e @irene_de_hollanda ) ...

    Me espantei ao vê-la pela primeira vez na Amazônia em 2006. Até hoje não sei o nome dessa... fruta? Flor? Noz? ...

    Não é Hal, Inteligência Artificial em “Odisseia no Espaço” de Arthur C. Clark. Apenas a JukeBox de um boteco na praia na Costa Rica em 2005 com @theocraveiro ...

    Vi um carrinho bacana nessa garagem. ...

    Lina fascinada ao apontar um quindim da @marilenealvessantana Pena que ainda não tenha idade pra comer quindim. Porque, além de lindo de ver , é delicioso ( como ela um dia há de saber) ...

    O suspiro de prazer de quem jamais esquecerá sua primeira feijoada! (quer dizer, arroz com feijão e fiapos de carne da incrível feijoada da @marilenealvessantana ) by @theocraveiro ...

    E o inverno bateu à porta. Oliva está com frio. ...

    Meu pai Jurandir se foi em 2003 aos 80 anos. Ensinou a mim e a meu filho @theocraveiro a pescar e a amar o Pantanal sul-mato-grossense. Imagino a tristeza dele ao ver lá de cima o Pantanal queimando. Saudades dele e das nossas pescarias juntos. ...