Quem não se comunica, se estrumbica. Ou seria o contrário?

Não é a falta de caixa dois, nem de doadores privados nem de grana do fundo partidário. Porque quando havia isso de roldão, a propaganda eleitoral já era lastimável, com raras excessões.

Para o bem e para o mal, os candidatos tem sido obrigados a falar mais diretamente com o eleitor do que antes, quando a verba eleitoral bancava marqueteiros caros.  Razoável com marqueteiros bem pagos, pior sem eles, ao que parece.

Havia infinitamente mais recursos e a lei permitia empregarem-se atores, técnicos, câmeras, equipamentos e mil tecnologias. Quem não se lembra do banho de propaganda que o PT deu nas oposições na última década? Veracidade do conteúdo e lisura do financiamento à parte.

As improvisações de antes campeiam agora como nunca. Vídeos amadores predominam aos montes entre os candidatos a prefeito ou vereador. Não há como negar um misto de teatro do absurdo com criatividade, capaz de suscitar a vergonha alheia.

O video acima é um potpourri absurdo de alguns casos hilários (ou trágicos, dependendo do ângulo com que se olha). Foi compilado pelo blog Vídeos Engraçados na Net. Veja só o elenco: Tiririca com o palhaço Bubu, mulher Pera,  Thammy Miranda, Lima da Viola, Waldir do Cemitério, Gabriel do Camelo, Walter Branco, Bin Laden, Chapolin, Robin e um impagável Ed Marte, além de outras figuras.

teresaUm artigo divertido da Ana Beatriz Rosa apresenta uma seleção de outros casos pitorescos, no Huffpost Brasil. Veja: “9 candidatos que superaram todas as expectativas do horário eleitoral”.

Nessa antologia, além do Ed Marte e do Walter Branco (Breaking Bad, lembrou?), está um vídeo animado da candidata a reeleição para prefeita de Boa Vista, Teresa Surita, com trilha-chiclete de funk e personagens da TV, histórias em quadrinhos e videogames, que viralizou com mais de meio milhão de views em poucos dias.

Diz a candidata no Facebook: “Pra animar o dia, deixá-lo ainda mais feliz e verde! Nossa campanha é assim: com muito trabalho, compromisso, mas leve, descontraída, perto das pessoas e feita com muito amor”.

Só me resta uma dúvida: quanto terá sido pago de direitos autorais? Porque, com tantos personagem assim, só pode ser pirataria. Assista.

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram