O Sol pode ajudar a reduzir a sua conta de energia

Esse é o título de um vídeo muito útil que o pessoal do jornal digital Nexo criou. Explica a questão da geração caseira de energia solar, que pode provocar uma revolução no Brasil.

Nexo surgiu no final do ano passado em São Paulo com a proposta de mostrar os fatos do cotidiano ilustrados por meio de recursos de design, tecnologia e informações de pesquisa. Inspira-se em propostas editoriais modernas, como o Business Insider. Leia mais no M&M: “Empreendedores lançam o jornal Nexo.

O vídeo acima é um ótimo exemplo. Ilustra em linguagem audiovisual acessível a questão da autogeração de energia limpa, que toda a mídia brasileira já abordou, mas que ainda pouca gente entende direito.

Em um país com o grau de insolação de que o Brasil dispõe, é incompreensível a falta de uma política pública de apoio à geração de energia solar no âmbito doméstico. Cumpre mudar a matriz energética brasileira, concentrada em grandes empreendimentos e em fontes petrolíferas, hidrelétricas, nucleares e minerais.

Imagine o que poderia acontecer se o Brasil apostasse no desenvolvimento da nossa capacidade de produzir energia em casa. Se os bancos brasileiros financiasse a população para amortizar o investimento inicial em equipamentos domésticos de energia limpa como acontece em outros países. E se a Eletrobrás, ao invés de só permitir um crédito (inútil) pelo excedente de energia doméstica, como acontece hoje, permitisse a venda do excedente produzido em casa para as concessionárias, que o venderiam por sua vez a quem estivesse precisando de mais energia.

No final do ano passado o governo federal anunciou um plano de incentivo à geração caseira de energia, conforme noticiou a Folha. Chama-se Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD), que já representa um progresso, mas é ainda insuficiente. A última regulamentação da Aneel saiu ontem, 2 de fevereiro, aprovando as novas regras para microgeração.

O futuro está na energia produzida pelo sol, pelo vento, pelo lixo e outras fontes alternativas ao alcance da população. Por isso juntei algumas economias e investi no empreendimento de um australiano que vive há muitos anos aqui e que acredita no sonho de um Brasil cheio de domicílios com placas solares, autosuficientes pela geração própria de energia. Conheça a Hood Energia Solar e a sua página no Facebook.

Photo by F. Delventhal - Solar Decathlon

Photo by F. Delventhal – Solar Decathlon

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram