Licença para matar 362

Esse é o número de mortos que James Bond, o agente 007, deixou em 6 encarnações e 23 filmes. Os Auralnauts se deram ao trabalho de editar toda essas mortes, montando um vídeo imperdível para os fãs.

Difícil achar quem nunca ouviu falar de James Bond, o agente 007.

Afinal, desde 1953, quando foi criado pelo escritor Ian Fleming, o espião inglês estrelou mais de uma centena de vezes nos principais formatos de storytelling  –   de livros e histórias em quadrinhos, a filmes, videogames e até um documentário para a TV. Foi a única produção para a TV, descontando uma série de desenhos animados com o “sobrinho” James Bond Jr (62 episódios, entre 1991 e 1992).

Quem goste dos filmes do 007 como eu reserve meia hora do seu tempo para assistir essa edição especial. Reveja as situações de perigo que o 007 enfrentou e venceu, deixando um rastro de mortos atrás de si – só bandidos, claro, tanto cabeções quanto capangas.

SpectreE quem fale inglês se delicie relembrando as suas tiradas: na maioria das vezes ele encerra o confronto fatal soltando uma frase lacônica do mais puro humor britânico (como quando eletrocuta o guarda-costas agarrado ao chapéu-de-côco na grade metálica: “Shocking“).

A revista Esquire divulgou esse vídeo, citando os editores do site Auralnauts: “É cansativo, é exagerado, é a franquia em resumo, mas  deve obrigatoriamente ser visto antes do lançamento do 24º episódio, Spectre, em novembro.”

As seis regras para entrar na contagem dos “mortos” do James Bond foram as seguintes, no maior bom humor:

  • Armas de fogo, lâminas e projéteis matam sempre, a menos que o contrário seja explícito
  • A proximidade de explosões mata, a menos que o contrário seja explícito
  • As mortes indiretas, resultantes de alguma ação clara do Bond, contam
  • A morte tem que acontecer na tela ou ser razoavelmente evidente em uma cena de ação
  • Cenas de sonho, fantasia ou de filme dentro do filme contam. Apareceu na tela, está valendo.
  • Atores mortos mais de uma vez (em filmes diferentes) contam toda vez.

  • Dr. No (1962)
  • From Russia with Love (1963)
  • Goldfinger (1964)
  • Thunderball (1965)
  • You Only Live Twice (1967)
  • Casino Royale (1967)
  • On Her Majesty’s Secret Service (1969)
  • Diamonds Are Forever (1971)
  • Live and Let Die (1973)
  • The Man with the Golden Gun (1974)
  • The Spy Who Loved Me (1977)
  • Moonraker (1979)
  • For Your Eyes Only (1981)
  • Octopussy (1983)
  • Never Say Never Again (1983)
  • A View to a Kill (1985)
  • The Living Daylights (1987)
  • Licence to Kill (1989)
  • GoldenEye (1995)
  • Tomorrow Never Dies (1997)
  • The World Is Not Enough (1999)
  • Die Another Day (2002)
  • Casino Royale (2006)
  • Quantum of Solace (2008)
  • Skyfall (2012)
  • Spectre (2015)

Aproveitando a oportunidade, resgatei a montagem fotográfica acima, que reúne no mesmo cenário os 6 atores em fotos recentes, celebrando os 50 anos da criação do personagem. É da autoria de Pierre-Luc Boucher, TheMadButcher e foi publicada em 2013, no site Devianart.

Finalmente, para quem gosta de matança, assista dois vídeos semelhantes dos mesmos Auralnauts: “Arnold Schwarzenegger Kill Count” e “Sylvester Stallone Kill Count“. São mais sangrentos!

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram