Dronejornalismo em Hong-Kong

Nunca houve protestos como esses em Hong Kong. Lembra as passeatas do ano passado no Brasil.

Hong Kong pertenceu ao Reino Unido até 1997. Sob a tutela da China continental desde então,  a região possui um sistema econômico, judiciário e político diferente.  O maior objetivo das manifestações é mudar a prerrogativa que a China tem de escolher o poder executivo de Hong Kong.

O governo chinês limitou quem pode ser candidato nas eleições de  2017 e isso levou os ativistas do Occupy Central a começar um movimento de desobediência civil. Os estudantes aderiram e entraram em greve. A reação violenta da polícia só serviu para incendiar ainda mais os protestos. Foi como fogo no paiol.

Em seguida os manifestantes pediram a renúncia do Chefe do Executivo, CY Leung. Mas o governo chinês reafirmou o seu apoio às autoridades locais em artigo publicado no Diário do Povo, do Partido Comunista Chinês. O impasse continua.

O vídeo a seguir dá uma ideia do tamanho das manifestações. É mais um exemplo do uso de drones, um tipo de videojornalismo ou fotojornalismo. Cobertura visual dos acontecimentos.

 

 

Para saber mais leia “Why is Hong Kong protesting?” da BBC News aqui.

Veja também a fotoreportagem de The Big Picture aqui, sempre uma referência.

Foto:  Xaume Olleros/AFP/Getty Images

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram