Glossários são elucidários

Sempre reclamamos deles! Porque sempre falta algo quando mais precisamos.  São incompletos e caducam, principalmente em marketing e comunicação, onde tudo se move e se transforma depressa.

No entanto, são úteis, facilitadores, práticos. Coitados, é impossível se renovarem rápido o suficiente para se manterem atualizados.

O assunto veio à tona ontem em um pedido da Camila Gadelha ao grupo fechado PlannersBr do Face:

Oi pessoal, vocês teriam alguma recomendação de livro que explique bem conceitos de comunicação, publicidade e planejamento? Awareness / Objetivo / Estratégia / Reason-to-Believe, etc.? Tipo um glossário ou algo que o valha? Eu tinha o Dicionário de Comunicação, do Rabaça, mas ainda sinto falta de algo que tenha definições mais nítidas do “planejamentês”.

Dei algumas dicas, que repito e amplio aqui.

Glossário, segundo o app Aurélio.

  1. Livro em que se explicam palavras de significação obscura; elucidário.
  2. Dicionário de termos, técnicos, científicos, poéticos etc.
  3. Vocabulário que figura como apêndice a uma obra, principalmente para elucidação de palavras e expressões regionais ou pouco usadas.

Glossários em inglês.

Marketing Glossary by the London Business School.

Compartilho também uma joínha especial que guardo no meu HD desde 2003, o pdf  “Marketing Glossary” da London Business School, que publico no slideshare a seguir. Pode baixar.

 

Dicas em português.

Em português, encontrei o link desse Dicionário de Marketing online, que seria mais útil se passasse por um bom revisor da lingua pátria.

Impresso, o que temos de melhor é o Dicionário Essencial de Comunicação, que recebeu recentemente uma reedição, atualizada com novos verbetes pelo Gustavo Guimarães Barbosa (pai do planner Lourenço Guimarães) e pelo Silvio Rabaça, filho do co-autor Carlos Alberto Rabaça. Saiba mais sobre o Dicionário Essencial no Facebook ou na Editora Lexikon.

Ainda em português, resta citar o “Como Planejar a Propaganda”, um livro chato, mas um clássico do planejamento, editado nos anos 80 pelo Account Planning Group, em Londres.

Foi um dos primeiros projetos do Grupo de Planejamento no Brasil, publicado pela Editora Talento em 2006, graças à colaboração generosa de vários tradutores do GP: Marina Campos, Ken Fujioka, Daniel de Tomazo, Marlene Bregman, Cecília Novaes, Rita Almeida, Nelson Kuniyoshi, Luciano Tadeu e eu, que fui também o coordenador geral.

Está à venda na Livrarias Cultura e Saraiva.

1 Comment

  1. Camila

    09/12/2014

    Maravilhoso, Jura. Acho muito digna qualquer tentativa de parametrizar nosso mercado pra gente não precisar depender de vir da mesma “escola” pra conseguir se entender.

    Reply

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram