Câmera DSLR dá a doença do braço longo

É o que diz a bem-humorada campanha de lançamento da levíssima Olympus OM-D E-M5 Mark II, uma  câmera mirrorless que é metade do tamanho e do peso de uma DSLR.

Olympus2Segundo o comercial, existe uma moléstia causada pelas câmeras DSLR pesadonas. O braço vai esticando e alongando com o uso prolongado, até não voltar mais ao normal. Daí você tem que conviver com um bração comprido para o resto da vida.

Mashable fez uma resenha super elogiosa, chamando a nova Olympus de badass mirrorless camera, que poderia ser traduzido simplesmente como “câmera mirrorless fodida” (mirrorless ainda não tem correspondente em português, embora queira dizer literalmente “sem espelho”).

Sou completamente apaixonado pela minha FujiFilm X-T1 mirrorless, mas botei a Olympus no meu repertório de possibilidades futuras.

Afinal, além do comercial de lançamento, gostei também dos vídeos de apresentação e demonstração do produto. Dê uma olhada em dois deles abaixo.

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram