Campanha contra o câncer não passa no Face

O Facebook impediu a promoção de uma campanha online engraçada para obter doações. Achou ofensivo o título em inglês, que agora omito e traduzo aqui: “Que o Peido não Passe de Gozação”.

A campanha Keep Fart Funny é de uma ONG americana, a Fundação Meredith’s Miracles, que  socorre adultos jovens com câncer de cólon. Era também o título original do post que publiquei no Face e que mudei agora para testar até onde vai a censura obtusa.

Das milhares de pessoas diagnosticadas com a doença anualmente, 10% têm menos de 40 anos de idade. Se descoberto logo é um câncer facilmente tratável. Se não, é fatal. É o nº 2 das mortes por câncer nos Estados Unidos.

meredithMeredith Ann Holbert Rankin foi uma jovem diagnosticada tardiamente, que morreu em 2008. Seu último desejo foi a criação dessa ONG para ajudar outros jovens a evitar a sua sina. Desde então, a Meredith’s Miracles Colon Cancer Foundation já socorreu e tratou 185 pacientes.

A campanha Keep Fart Funny da FCB Chicago, foi lançada recentemente, em março, “Mês do Alerta ao Câncer de Cólon” nos EUA.

Para chamar a atenção da audiência, satirizando o lado engraçado do peidar em público, publicou esse filme na web:  “An Abridged Guide to Flatulence”  ou  “Guia Resumido da Flatulência”. Classifica os tipos de peidos segundo o imaginário da cultura anglo-saxã, entre eles:

  • One-Gun Salute: salva de canhão
  • Blast Furnace: estouro da fornalha
  • Rolling Thunder: trovoada
  • Horn of Jericho: trombeta de Jericó
  • Spanish Wind: ventania espanhola
  • Cover-Up: disfarce
  • The Long Goodbye: o adeus demorado

nuns_fartingPode-se alegar mau gosto, mas o título da campanha “Que o Peido não Passe de Gozação” revela o insight essencial, que é contrastar a flatulência espontânea, incontrolável e engraçada, com o mal estar e os gases abdominais recorrentes, nada engraçados, que são sintomas de câncer no intestino grosso.

De fato, desde os tempos de antanho, o pum é tema de piadas, chacotas e galhofas.

O filme navega nessa fronteira entre o humor e o didatismo. Remete a um página onde é possível conhecer os sintomas do câncer de cólon e fazer a doação. E pede para ser compartilhado. Coisa que o Facebook não deixa, claro.

O mais curioso é o que o Facebook deixou a Fundação publicar o vídeo na sua página, mas sem o título Keep Fart Funny. E quando eu reclamei que não conseguia promover o post, o Facebook se desculpou e disse que eu tinha razão e estava liberado para promovê-lo. Só que não. Toda vez que tento, o Face barra. Vai entender!

Veja abaixo a resposta do Face:

approval

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram