Cada vez mais Facebook

Há 2 ou 3 anos rola o presságio de que o Facebook, com o passar do tempo, teria dificuldade para reter a audiência e, sobretudo, o engajamento dela. Pois não é que está se dando exatamente o contrário?

Lembra o rumor que os adolescentes estaríam trocando o Facebook por outras mídias sociais? Lembra aquele monte de amigos que anunciavam com estardalhaço que estavam fechando a conta no Facebook e deletando o seu perfil para sempre? Ou as empresas que adotavam, como ainda adotam, restrições de acesso dos funcionários durante a jornada de trabalho? Ou os pais que proibiam, como ainda proíbem os filhos de usar o Facebook, assim como ver TV ou jogar videogame na maior parte do dia?

Tudo isso parecia indicar uma tendência universal irreversível, que traria imensos problemas para o Facebook no futuro. Pois o futuro chegou e o Facebook está cada vez mais forte, com uma audiência cada vez maior e mais engajada.

O site Statista publicou hoje um infográfico que demonstra exatamente isso, isto é, que as pessoas usam o Facebook cada vez mais, no mundo todo, em todas as idades, classes sociais e localidades. O Business Insider Tech intitulou o artigo contendo esse gráfico de “People are more addicted to Facebook than ever”  (as pessoas estão cada vez mais viciadas no Facebook).

Vê-se no gráfico abaixo que, enquanto 55% das pessoas que usavam o Facebook todo mês também o usavam diariamente em 2011, agora, em 2016, essa porcentagem subiu para 66%. Por isso mesmo, diz o Business Insider, as ações do Facebook têm subido estratosfericamente, superando até mesmo as expectativas de Wall Street.

Facebook_engagement

Ontem as ações do Facebook subiram 8% e bateram um novo recorde.

A companhia de Mark Zuckerberg anunciou um aumento dos lucros de 59% no segundo trimestre deste ano, muito acima do previsto e esperado pelos especialistas.  Revelou também que as pessoas passam atualmente 50 minutos por dia usando os aplicativos relacionados ao Facebook, sem contar o WhatsApp.

No gráfico abaixo apenas 21% das pessoas dizem que não usam o Facebook, enquanto 5% reclamam que ele atrapalha a sua vida. Por outro lado, 18% dizem que melhora a sua vida e a grande maioria, 53%, diz que não atrapalha nem melhora, mas decididamente, usa o Facebook.

statistic_id562502_us-user-feelings-about-facebook-2016

Finalmente, o terceiro gráfico a seguir revela que os aplicativos móveis do Facebook são os que detêm o maior engajamento, medido em minutos de uso por mês, em maio de 2016, nos Estados Unidos.

statistic_id579358_most-popular-social-media-apps-in-the-us-2016-by-engagement

Sem comentários

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Planejador de marca e comunicação. Fundador da agência NBS. Vice-Presidente do Grupo de Planejamento. Presidente do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Fotógrafo amador, blogueiro e pescador idem. Saiba mais
  • Últimas do Instagram